Site em Inglês

Notícias

FÓRUM ABRE DISCUTINDO DESAFIOS PARA AUMENTAR CONSUMO DO FEIJÃO E PULSES NO BRASIL

FÓRUM ABRE DISCUTINDO DESAFIOS PARA AUMENTAR CONSUMO DO FEIJÃO E PULSES NO BRASIL

15/08/2018

Evento, que segue até sexta-feira, 17, em Curitiba (PR) reúne produtores e outros profissionais de todo o país

O VI Fórum Brasileiro do Feijão, Pulses e Colheitas Especiais, que começou nesta quarta-feira, 15, em Curitiba (PR), abriu com a presença de autoridades, produtores, pesquisadores, sementeiros, empresários e outros profissionais ligados à cadeia produtiva. No foco, os desafios e as oportunidades para toda a cadeia produtiva.

A preocupação com o consumo no mercado interno deu o tom do primeiro dia do evento, promovido pelo Instituto Brasileiro do Feijão e Pulses (IBRAFE) e que se tornou o maior do setor na América Latina.

Marcelo Eduardo Lüders, presidente do IBRAFE

Para o presidente da IBRAFE, Marcelo Eduardo Lüders, a promoção de eventos como este fortalecem as ações em defesa dos interesses do setor. “Com uma maior organização será possível obter melhores resultados. Estamos passando por um momento que exige atenção: a pesquisa enfrenta desafios, precisa de investimento. Devemos fazer parte disso para evoluir no mercado interno e promover um aumento do consumo do Feijão que é o agro no prato”, afirmou na abertura.

Na avaliação do superintendente federal de Agricultura do Paraná do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Cleverson Freitas, ainda há muito potencial para o crescimento do setor de Feijão e Pulses no Brasil, principalmente, quando se trata de consumo.

Cleverson Freitas, superintendente federal de Agricultura do Paraná do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento

Compartilhando dessa opinião, o secretário municipal da Agricultura e Abastecimento de Curitiba, Luiz Damaso Gusi, também demonstrou preocupação quanto à queda no consumo do Feijão conforme dados divulgados pelo Ministério da Saúde recentemente. Segundo a pesquisa, a quantidade de pessoas que comem feijão cinco vezes ou mais por semana nos últimos sete anos foi de 6,1%. Na capital paranaense, a queda foi de 64,7% para 51,4% em 2017. “A queda no consumo é um problema na segurança alimentar, por isso, estamos conversando com instituições como o IBRAFE para lançar uma campanha que impacte restaurantes, mercados e consumidor final”, anunciou o secretário. Para dar embasamento às ações está sendo finalizada uma pesquisa que irá identificar entre outros dados se o consumidor conhece a diversidade dos cultivares de Feijão e Pulses.

Luiz Damaso Gusi, secretário municipal da Agricultura e Abastecimento de Curitiba

Também participaram da cerimônia de abertura José Oliveira, coordenador da Secretaria de Agricultura do Estado do Paraná, Cindy Brown, vice-presidente executiva do Global Pulse Confederation (GPC), Sérgio Augusto Carbonell, diretor-geral do IAC (Instituto Agronômico) e Tiago Stefanello, presidente do Conselho Brasileiro do Feijão e Pulses.

O encontro segue até sexta-feira, 17, no Expo Unimed Curitiba, localizado dentro da Universidade Positivo. A programação completa pode ser acessada em forumdofeijao.com.br. É possível se inscrever no local ou acompanhar a transmissão de algumas das palestras pelo site do evento.

 

Fotos: Naty Schultz

Assessoria de Imprensa
VI Fórum de Feijão, Pulses e Colheitas Especiais
Interact Comunicação e Assessoria de Imprensa
Juliane Ferreira – (41) 9 9997-2971
juliane@interactcomunicacao.com.br

 

Notícias Relacionadas