Site em Português

News

THE PRODUCTION AND MARKET OF BEANS AND PULSES WILL BE DISCUSSED AT THE VI BRAZILIAN FORUM OF DRY BEAN, PULSES AND SPECIAL CROPS

THE PRODUCTION AND MARKET OF BEANS AND PULSES WILL BE DISCUSSED AT THE VI BRAZILIAN FORUM OF DRY BEAN, PULSES AND SPECIAL CROPS

11/01/2018

 

As circunstâncias mundiais da produção e da comercialização dos Feijões e dos Pulses será o foco das discussões durante os três dias do VI Fórum Brasileiro de Feijão, Pulses e Colheitas Especiais, que acontecerá em Curitiba (PR) entre os dias 15 e 17 de agosto. Como diminuir o custo e aumentar a produtividade, a difusão de novas tecnologias e a evolução das técnicas para maximizar a rentabilidade do setor são alguns dos temas que serão debatidos no evento.

De acordo com o presidente do IBRAFE – Instituto Brasileiro do Feijão e Pulses –, Marcelo Eduardo Lüders, além de todo conteúdo técnico, o produtor poderá entender como a organização do setor vem acontecendo. Ele aponta que a união oportuniza que o acesso às informações do setor todo, com mais rapidez, além de trabalhar por melhorias em conjunto.

“Há muita informação nos centros de pesquisa que precisam chegar aos produtores rapidamente. O Fórum se propõe também a difundir as novas tecnologias, e diversas das palestras apontarão como diminuir o custo e aumentar a produtividade. Nesse sentido falaremos do Grupo Técnico Feijão (GTec) que, em parceria com a Embrapa, reúne os maiores especialistas na produção. Muitos produtores de alta performance são unânimes em dizer que o GTec faz a grande diferença nas suas lavouras e queremos incentivar o acesso a essas pesquisas”, afirma o presidente do IBRAFE.

Tendo isso em mente, uma das palestras no evento discutirá a necessidade da organização da cadeia produtiva para alcançar metas e avançar no cenário mundial. Com o tema “Organização Institucional da Cadeia Produtiva do Feijão e Pulses”, o diretor-executivo Conselho Brasileiro do Feijão e Pulses, Egon Schaden Júnior, apresentará o que vem sendo feito em âmbito institucional e os impactos positivos da organização para o setor.

“A busca de diversificação da cadeia produtiva é um caminho sem volta. Os gargalos precisam ser desatados e muita coisa depende de mobilização do setor. Haverá lançamentos de variedades, defensivos e de um livro sobre alta tecnologia. Também vamos debater as questões tributárias, classificação e de como a queda de consumo podem e devem ser administradas em uma mesma frente de pressão política”, reforça Lüders. Em vista disso, acontecerá no Fórum, conduzido pelo próprio Marcelo Lüders, uma conversa com pesquisadores de importantes instituições de pesquisas, que apresentarão os estágios das pesquisas na área de Feijões e Pulses em cada uma delas: Embrapa, Instituto Agronômico (IAC) e Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais (Epamig).

Outros temas também serão tratados no Fórum: os direitos de propriedade intelectual sobre cultivares vs o mercado de sementes, a tecnologia digital, a biotecnologia, o controle de doenças, a Agricultura do Sol, as perspectivas climáticas. Consulte a programação completa do VI Fórum Brasileiro de Feijão, Pulses e Colheitas Especiais no link: WWW.FORUMDOFEIJAO.COM.BR/PROGRAMACAO-2018.

“O Fórum do Feijão é o evento mais importante e imperdível para todo o setor feijoeiro e com abrangência internacional”, afirma o presidente do IBRAFE.

 

 

NEWS RELATED