Notícias

Otimismo no Feijão Brasileiro após Convenção Mundial dos Pulses

Otimismo no Feijão Brasileiro após Convenção Mundial dos Pulses

03/11/2019

A Global Pulse Confederation – GPC – é a instituição que representa toda a cadeia dos Pulses mundialmente. São produtores, pesquisadores, profissionais de logística, comerciantes, exportadores e importadores, e junto aos órgãos governamentais, demais organizações e consumidores. Anualmente, a GPC reúne, em uma grande convenção, delegados envolvidos com o incremento do consumo e comercialização dos…

A Global Pulse Confederation – GPC – é a instituição que representa toda a cadeia dos Pulses mundialmente. São produtores, pesquisadores, profissionais de logística, comerciantes, exportadores e importadores, e junto aos órgãos governamentais, demais organizações e consumidores. Anualmente, a GPC reúne, em uma grande convenção, delegados envolvidos com o incremento do consumo e comercialização dos Pulses.
O Brasil foi escolhido para sediar a convenção da GPC 2019. Sendo assim, nosso país recebeu, no Rio de Janeiro, de 10 a 13 de junho, delegados de todo o mundo. O objetivo era discutir assuntos de grande interesse ao mercado mundial de Pulses. Porém, o maior congresso mundial do setor acontecendo pela primeira vez no Brasil não é por acaso. Ocorreu pela articulação do IBRAFE – Brasileiro do Feijão, Pulses e Colheitas Especiais – e do CBFP – Conselho Brasileiro do Feijão e Pulses.
Com isso, o evento reuniu mais de 600 pessoas de 45 países. E o 7° Fórum Brasileiro do Feijão foi a programação especial da Convenção, no dia 13 de junho.

Otimismo

Conforme o IBRAFE, imagem dos Pulses saiu fortalecida no País que tem o Feijão como símbolo da gastronomia, e ser um dos maiores consumidores mundiais. Também, o tradicional networking que ocorre nas convenções do GPC foi especial. Havia um ar otimista e alegre no ar, apesar dos sempre presentes desafios inerentes à responsabilidade de alimentar o mundo.
A tendência global é de aumento no consumo de Pulses, Feijão, Ervilha, Lentilha e Grão-de-bico, o que justifica o otimismo. Desta forme, listam-se aqui pelo menos cinco razões básicas que dão ao setor um horizonte bastante promissor:
1- A sustentabilidade do planeta e da vida humana depende de o consumo de Pulses aumentar para 75 gramas por dia. A fonte é a prestigiada revista Lancet. Portanto, isto significa mais do que dobro do que o brasileiro consome de Feijões hoje. A melhor forma de fixar nitrogênio no solo e a menor taxa de conversão de recursos naturais por quilo de proteína é de longe alcançada pelos Pulses.
2- A onda de veganismo ganha adeptos a uma velocidade nunca vista. Atualmente, só no Brasil há 30 milhões de veganos, número que cresce mais de 20% ao ano. Além disso, há os adeptos da segunda-feira sem carne. Isso contribui em muito para o aumento de consumo de Pulses, pelo menos uma vez a mais na semana.
3- Há a necessidade de “conter a migração”. Para isso, é preciso que se aumente a produção de alimentos.
4- Os Pulses se tornam matéria-prima para uma infinidade de subprodutos. Investimentos no Canadá e na Austrália ocorrem em parcerias com universidades, governo, produtores e indústrias. O fenômeno já está chegando no Brasil.
5- Comprovando as previsões, a China está diminuindo a produção de vários Feijões e vai se tornando importadora. Já ocorreram passos importantes com autoridades do governo chinês para estabelecer acordos para a exportação de volumes crescentes de Feijões.

O futuro

Durante a Convenção do Brasil, uma nova presidente foi eleita para presidir a GPC, Cindy Brown. Ela é empresária e produtora de Feijão-vermelho nos Estados Unidos. Cindy tem sido uma grande incentivadora de ações que contribuam para aumento do consumo de Pulses. Com isso, o protagonismo da GPC será ainda maior na gestão da nova presidente.
Os painéis da Convenção Mundial da GPC envolveram 57 especialistas e debatedores. Eles construíram o panorama para os próximos meses nos Pulses com maior volume de negócios ao redor do mundo. O Fórum do Feijão discutiu as necessidades e o mercado interno de Pulses, apresentando as novidades do setor.
Por fim, o IBRAFE é o representante do Brasil no Conselho Executivo da GPC e o realizador do Fórum do Feijão. Em junho de 2020, em Cuiabá, acontecerá o 8º Fórum Internacional do Feijão, Pulses e Colheitas Especiais. Este será um evento internacional de três dias com delegações de vários países. Você é convidado para participar desse evento e da rápida evolução da cadeia de Feijão e de Pulses do Brasil.

Notícias Relacionadas